terça-feira, 27 de novembro de 2012

Acrópole em Atenas

A Acrópole
 
 
Propileu e o Templo de Atena Nike
Logo na entrada vemos parte do Propileu, construído no ano de 437 a 432 a.C.para servir da nova entrada da Acrópolis e acima das alas do Propileu pode-se ver o Templo de Athena Nike, a deusa da vitória, construído entre 427 a 424 a.C.
 
 
Teatro de Herodes Atticus ou Odeon
Subindo o caminho para a entrada da Acrópole, vemos a nossa direita o Odeon, um pequeno teatro para os padrões gregos, com ¨apenas¨ 5.000 espectadores, construído pelo cônsul romano Herodes Atticus entre 161 e 174 d.C.  A vista da cidade de Atenas também se descortina esplendorosa para o visitante, que sabiamente, para e aprecia! 
 
 
 
 
O Monte Philopappos
A nossa direita fica também o Monte Philopappos, que é conhecido como Monte das Musas, onde se acredita, ficava o túmulo de Museos, discípulo de Orpheus, filho de Apolo e a musa Clio, que  tocava lira com tal perfeição que até as feras se aquietavam e vinham deitarem-se a seus pés. 
A ruína que estamos vendo é o Monumento a Philopappus, construído entre 114 a 116 a.C., erguido em honra a Caius Julius Antiochus Philopappus, um cônsul romano.
 
 
Escadarias que levam a entrada do Propileu
O Propileu é uma entrada monumental da Acrópole e foi construíde entre os anos de 437 a 432 a.C. e é obra do arquiteto Mnesikles admirada pelo mundo antigo. Contudo esta obra monumental sofreu inúmeros infortúnios através de seus milênio de existência, foi um palácio do Arcebispado local, palácio Franco , Fortaleza e Arsenal Turco, sendo atingido por um raio em 1656 e explodindo com o arsenal turco aqui guardado durante o ataque do General Francesco Morosini em 1687.
 
 
 
 
Desenho que restaura a aparência do Propileu.
 
 
Portão Beule
Foi a primeira entrada da Acrópole e tem o nome do arquiteto francês Ernest Beulé, que o descobriu em 1852. Construído em 267 d.C., para fortalecer as defesas da Acrópole romana, depois do ataque de Heuruli, um comandante de bárbaros germânicos.
 
Entrando no Propileu
Pode-se ver o portão de entrada emoldurado com cinco fileiras de colunas dóricas.
 
                                    
Erechtheion
Logo que se atravessa o Prtopileu e se penetra na Acrópole, apezar do Partenon, não podemos deixar de notar o prédio do Erechteion que fica logo a esquerda da entrada.Construído em 426 a.C. é o local mais sagrado da Acrópole pois foi onde o deus Poseidon deixou a marca de seu tridente numa rocha e a deusa Atena plantou a Oliveira que floresceu e frutificou e a fez ganhar a competição pela posse da cidade com Poseidon. O nome Ercheteus é em honra a um dos reis míticos de Atenas.
 
                                   
O Partenon
Este é um dos edifícios mais famosos do mundo e exerce um poderoso fascínio aos visitantes que vem de muito longe para contemplá-lo! Foi construído em 447 a.C. e seus arquitetos foram Kalikrates e Iktinos que o terminaram 9 anos depois em 438 a.C.Em seu interior  foi colocada a estátua da deusa Athena com 12 m de altura, feita de marfim e ouro.Foi usado como arsenal pelo exército turco que depois explodiu em 1687, durante o ataque do general Morosini, sofrendo severos e  irreparáveis danos, pois a explosão destruiu o telhado, a estrutura interna e 14 de suas colunas externas!
 
 
Bastião da Acrópole
Com a bandeira da Grécia desfraldada este bastião foi local de solenidade em 1984 em lembrança aos anos de ocupação nazista, de 1941 a 1944, onde foram perpetuadas cenas trágicas na nossa história contemporânea entre estas o assassinato dos Inocentes de Kalavrita em 1943 assunto este que deu início a este blog.
 
 
Cenários vistos do Bastião da Acrópole
Santuário de Zeus Olímpico surge logo em frente com a evidência das ruínas do Templo de Zeus Olímpico e o Arco de Adriano  que parece dar acesso a rua Lysikrathous, esta que nos traz diretamente para a base e a entrada da Acrópole.
 
Monte Lycabettus
Visto do alto da bastião da Acrópole.Segundo o mito, a deusa Athena retirou a ponta do Mt. Pandeli para levantar o local para o seu templo na Acrópolis. Enquanto ela estava a caminho uma velha encarquilhada  revelou-lhe maus agouros sobre o que ela estava tentando fazer, o que acabou com que a deusa deixasse a ponta da montanha no meio da cidade de Atenas.Como se pode ver, até hoje nenhum geólogo pensou em legitimar esta idéia, mas é curioso para o visitante ver uma montanha tão alta e tão inclinada em meio a cidade que só oferece  morros arredondados e de baixa altitude.

 
 
 
 
Teatro de Dionisios
Visto do Bastião da Acrópole, o teatro Dionisios é o local do nascimento da tragédia grega e o primeiro teatro construído em pedra.Neste local foram encenados as geniais peças de Ésquilo, Sófocles,Eurípedes e Aristofanes, às quais repercutem até hoje em nossa cultura, como é o caso de Édipo e o Rei de Sófocles, e  Medéia de Eurípedes .Este teatro foi construído em pedra por Licurgo, entre 342 a 326 a.C. e podia acomodar 17 000 espectadores! Como ocorria em todo o Teatro Grego na época clássica, o teatro era uma atividade popular, assim como o são hoje o cinema e as tele-novelas.
 
 
 
 
Novo Museu da Acrópole
Visto do Bastião da Acrópole. O prédio do Novo Museu da Acropole tem uma aparência externa não só moderna como revolucionária, com vários andares de perfil diferentes superpostos em um único conjunto.O museu expõem peças encontradas na Acrópole e é organizado de tal forma que dá ao visitante uma excelente e fácil noção da evolução humana do local.Este espetacular museu, substitui com muita vantagem o antigo museu da Acrópole, então situado próximo ao Partenon.
 
Odeon e o Monte Philopappus
O Odeon, ¨pequeno¨ teatro , conhecido como Teatro de Herodes Atticus,construído por ele nos anos de 161 a 174 d.C., usado mais para se ouvir poesias e música. A esquerda está o Monto Philopappus e as ruínas do Monumento a Philopappus, construído entre 114 a 166 d.C.


Saindo da Acrópole pelos portões monumentais do Propileo
 

 
 
 Saindo pelas escadarias do Propileo
 
 
Saindo pelo portão Beule