sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Erechtheion da Acrópole de Atenas

Erechtheion 
 
Um prédio muito intrigante 
Erechtheion é o nome dado em honra ao rei Erechtheu,rei lendário de Atenas. Logo que entramos na Acrópole, depois de ter passado pelo Propileu, vemos à esquerda o Erechteion, com seu estranho orientalismo. Foi iniciado depois da morte de Péricles(495 a 429 a.C.), por iniciativa dos conservadores receosos que os antigos heróis Erecteu e Cécrops, a Athena do antigo templo e as serpentes sagradas viessem punir a cidade por ter construído o Partenon em outro lugar.
Erechtheion um templo com variados objetivos
O prédio foi construído entre 421 a 406 a.C.  e percebe-se que não tem uma unidade, por ser destinado a diversos objetivos . Uma das alas foi dedicada a Athena Polias e passou a abrigar-lhe a antiga imagem de madeira que dizia-se ter caído do céu e era guardada  no templo anterior. Uma outra ala foi devotada a Erecteu e a Poseidon. A nave, ou cella, ao invés de ser cercado por um peristilo( conjunto de colunas em torno de um edifício) como o Parthenon, apóia-se em três pórticos separados e cada pórtico tem uma direção.O Pórtico Sul,o mais famoso, é o Pórtico das Donzelas, ou Cariátides( os atenienses as chamava de korai, ou donzelas )
Pórtico Leste
Ergue-se por esbeltas colunas Jônicas e eram bem diferentes do que as do Parthenon, que eram colunas dóricas. A partir da construção deste pórtico com colunas Jônicas esta ordem arquitetônica passou  a ser usado nos empreendimentos posteriores.
 
 
Colunas Jônicas do Pórtico Leste
O capitel da coluna jônica tinha uma voluta  em forma de pergaminho. Acima desta coluna temos o entablamento formado por  uma arquitrave lisa, porém logo acima ficava o friso com desenhos e esculturas. Completando o entablamento temos a parte superior que funciona como uma moldura, que é chamado de cornija.
                                    
Cariátides
 
As cariátides foram nomeadas pelo arquiteto romano Vitrúvio( Séc. I d.C.), devido ao nome que se dava as sacerdotisas de Artemis em Cária na Lacônia de onde estas pacientes mulheres descendiam. Ao que se presume,traduzem uma imagem das carregadoras de cestos do Oriente, e uma primitiva cariátide em Trales, na Ásia Menor, revela a origem oriental, talvez assíria, da forma.O soberbo trabalho das esculturas lhes dá uma natural flexibilidade nos joelhos traduzindo uma postura, ¨à vontade¨.

 Colunas Jônicas do Pórtico Leste
Pode-se perceber além dos capitéis com volutas em forma de pergaminho, as esbeltas colunas tem uma base, no pé de cada coluna,.

Colunas Jônicas do Pórtico Norte
O pórtico norte, também com colunas jônicas dá acesso a nave ou cella. Na nave se erguia a primitiva estátua de madeira da deusa Athena e também ficava a Grande Lâmpada, cujo fogo jamais se extinguia. O artista que realizou esta grande lâmpada foi Calímaco, considerado o Cellini grego, que a adornou com folhas de acanto moldadas em ouro e capitéis coríntios.


                                  
Pórtico Norte
Que dá acesso a Cella ou Nave, onde ficava a antiga imagem da deusa Athena e a Lâmpada de Calímaco
 
 
 
 
 
Pórtico Oeste e Oliveira de Atena
Existe uma oliveira plantada ao lado do Erechteu, com a finalidade de lembrar que foi aqui que Atena ganhou a competição com Poseidon ao plantar a Oliveira que gerou riqueza para Atenas e a Grécia. Segundo a lenda Poseidon teria deixado marcada com o seu tridente, uma rocha no Erechteion.