quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Atenas /Istambul




                           Deixando Atenas e Voando para Istambul
Deixamos Atenas, o baluarte da racionalismo grego, o início do pensamento ocidental e o berço de um dos movimentos culturais de maior persistência, o Helenismo, que começou com as conquistas de Alexandre Magno(356 a 323 a.C.) e perdura até hoje nos fundamentos do pensamento clássico.Portanto a marca que a Grécia deixa no visitante é antes de tudo, indelével.


                                       
Voando de Atenas para Istambul
Sobre o Mar Egeu o sol da manhã vai como que atraindo nosso avião. Vamos na direção do oriente, região que antes funcionava como uma área de mistérios e riquezas sem fim , hoje causa arrepios pelo crescimento do fundamentalismo islâmico que abomina todas as conquistas de consciência da humanidade. Os pensamentos que passamos a ter não são agradáveis, mas por fim, não é mais hora de pensar nestas coisas. Se a Jihad islâmica estiver interessada em eliminar um casal de velhos ocidentais, é uma boa hora para ela!



Aeroporto de Istambul
Chegamos a Istambul! Até aqui nenhum homem bomba! Nenhuma multidão enfurecida pedindo morte aos infiéis! O visitante recebe a primeira surpresa: As pessoas são educadas,solícitas e gentis.  Somos desembaraçados pelas autoridades que preenchem rapidamente as exigências de entrada no país, assim como a entrega das bagagens. Em poucos minutos estamos no saguão do aeroporto prontos para pegar uma condução até o hotel! Começo achar que a Turquia é um país bem mais eficiente do que o Brasil nestas coisas. 
Beyazit Cami
Estamos diante da Mesquita Beyazit ,próxima do mercado do Grand Bazaar, e a movimentação do público é intensa! Esta rua, a Ordu Cad é muito movimentada especialmente porque traz o público de longe para muitas atrações e serviços, e vai terminar em frente a Aya Sofia e o Palácio de Topkapi.


 
Avenida Ordu Cad e a Praça Beyazit
A proximidade do Grand Bazaar faz esta avenida muito movimentada. Bem diante de nós tem uma estação de um eficiente sistema de transporte urbano, o Veículo Leve Sobre Trilhos.O sistema embarca e desembarca em condições confortáveis e confiáveis, multidões na estação em frente, o que me deixa um pouco desconcertado!  No Brasil não temos um sistema como este funcionando e o projeto em Brasília de Veiculo Leve sobre Trilhos, está a cinco anos sem sair do papel! Ainda bem que os turcos nem notaram o fato de eu ter ficado tão encabulado!

Praça Beyazit
A multidão percorre e preenche todos os espaços e se movimente em todas direções, num persistente e alegre alarido!

 Ruas próximas ao Grand Bazaar
A Praça Beyazit permite uma boa aproximação do Grand Bazaar.O que se percebe pelas multidões que entram e saem desta rua, o que parece bem promissor para quem não conhece e quer chegar ao Grand Bazaar.

Entrada do Grand Bazaar
Uma das entradas do Grand Bazaar, o Portão 5 Kapalicarsi, onde se chega passando por um estreito corredor do lojas com um frenético comércio.


Interior do Grand Bazaar
O visitante nunca vai estar preparado para presenciar um ambiente como este! Extensos corredores sem fim, abóbadas e arcos decorados minuciosamente,multidões se deslocando nos dois sentidos e lojas, muitas , infinitas lojas a oferecer os artigos mais diversos, alguns com preços interessantíssimos! Neste dia comprei uma dúzia de camisas da marca Lacoste ao preço de 15 euros cada, o que seria algo assim em torno de 40 reais cada uma! Muitos diziam que eram falsas, etc, mas não sei, elas são muito usadas e duram bem e até hoje(dezembro de 2012)  estão com as cores tão firmes como no dia em que comprei!


 Dia Festivo Nacional
As bandeiras turcas estão desfraldadas por todo o lado em razão da proximidade do dia nacional da Turquia. Nesta parte estão expostas muitas jóias em vitrines. As jóias são vendidas de acordo com a cotação do ouro, anunciada diariamente aqui mesmo no mercado, acrescidas de 20% pelo trabalho do ourives. Muitos joalheiros oferecem não só as jóias prontas que estão em exposição, mas também  realizam outros modelos a seu pedido num prazo bem curto de tempo. Você encomenda e eles entregam a jóia apenas algumas horas depois, basta ordenar!

 Multidões, luzes ,decoração e segurança.
E assim ingressamos neste mundo que oferece sua magia ao visitante! A segurança por aqui é um assunto sério! A polícia está sempre presente e não parece estar para brincadeiras. Istambul vem a seu uma das cidades mais seguras da Europa!

 Quatro Mil Lojas
Em torno de quatro mil, oferecendo os artigos mais diversos, exóticos e muitas vezes até incompreensíveis para o visitante! 

                                             
Coluna de Constantino
Erigida pelo Imperador  Romano Constantino(270 a 337d.C.), erigiu esta coluna em 330 d.C. e comemorava a transformação da cidade de Constantinopla na capital do Império Romano do Oriente.



A Mesquita Azul,Sultahahmet Camii
Com seis minarestes, é um dos mais famosos e visitados monumentos na cidade de Istambul.


 Fonte do Keiser Wilhelm II
Decorada com o seu monograma e a turga do Sultão. A fonte foi oferecida pelos alemães para lembrar a visita do Keiser a Istambul em 1895.


Hipódromo
A praça que contém a Fonte Kaiser Wilhelm II e a Mesquita Azul, chama-se assim porque durante o Império Romano este era o local usado para as corridas de biga.


Hipódromo, uma praça popular
Com muitos monumentos, como o Obelisco égípcio, a Coluna de Serpentes e a Coluna de Constantino, que veremos em outras postagens em outro dia.
Aya Sophia
A Igreja da Divina Sabedoria, construída no Séc VI d.C. pelo Imperdador Justiniano, um edifício de tal grandeza e arrojo arquitetônico inexistente no Império Bizantino até então.Depois da conquista de Constantinopla pelos turcos em 1453 foi transformada em mesquita até 1932, quando então foi transformada num museu.


Sultanhamet Camii, ou a Mesquita Azul
As duas construções estão próximas uma da outra,a Aya Spohpia e a Mesquita Azul, o que confere a este espaço do Hippodrome um ambiente magnífico, opulento, suntuoso!