terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Asklepion

                                                       Visita a Asklepion
Vista da Acrópole de Pérgamo
Ao pé da montanha onde fica a Acrópole de Pérgamo fica o Antigo Centro de Cura Asklepion.Pérgamo é um nome conhecido para o visitante porque a cidade emprestou o nome ao Pergaminho, peles de ovinos ou caprinos, curtidos e preparados para escrever e hoje usados para forrar livros e outros usos. Pérgamo além de sua famosa Biblioteca, era uma renomado centro de comércio e cultura, com cerca de 150 000 habitantes, especialmente depois do rei AttalosIII deixar em seu testamento a cidade para os romanos.
 
 
                          
Acrópole de Pérgamo
Onde pode-se ver no centro da foto o Templo de Trajano, com suas colunas e arquitraves ainda de pé.Logo a esquerda deste templo ficava a famosa biblioteca de Pérgamo, que se rivalizava em prestígio com a de Alexandria. Não subimos até a acrópole uma vez que o tráfego de veículos estava proibido por medida de segurança e teríamos que usar uma trilha de 5 km em acentuado aclive, o que é limitante para quem já passou dos setenta! 
 
Teatro Helenístico da Acrópole
Com lugar para 10 000 pessoas este teatro demonstra a popularidade do teatro grego em sua época!Conheci alguns teatros gregos, como o de Taormina e Siracusa na Sicília e o de Ephesus na Turquia, onde comportavam 20 000 pessoas cada um! Depois da queda da civilização clássica e a cristianização da império romano o teatro decaiu para o ditirambo, para o dramático, para o impressionante e perdeu a sua função de difusor das grandes idéias. Assim sua involução até os dias de hoje é visível! Só poderemos comparar o Teatro Grego talvez ao cinema e a televisão, pois o teatro decaiu para as pequenas platéias elitizadas, que se contentam em assistir o medíocre e o indecoroso, como se fossem grandes idéias revolucionárias.
 
Entrada do Asclepion ou Santuário de Asklépios
Caminho Sagrado, o caminho de chegada ao Santuário de Asklepios, o deus da cura.Recebeu grandes ampliações no tempo do Imperador Romano Adriano(117 a 138).
 
Caminho Sagrado do Asklepion
O Caminho Sagrado ligava o bazar da cidade até o portão de entrada do santuário.Este caminho era coberto, ligava a Acrópole da antiga Pérgamo,e também era conhecida como Via Tecta, com a cobertura em arcos apoiados nas colunas.
                     
 
A posição do Centro de Cura de Asklepion em relação da Acrópole de Pergamo 
No alto do morro podemos ver a acrópole de Pérgamo e estamos no final do Caminho Sagrado chegando ao Propylon, ou o portão de entrada do Centro de Cura de Asklepion
.
 
O Antigo e Grande Propileu
Portão  e hall de entrada do Centro de Cura  Asklepeieion onde os pacientes eram examinados por Médicos-Sacerdotes, os Asklepiades.Não eram aceitos nem mulheres grávidas, nem pacientes que estivessem em perigo de vida! Acima do portão estava escrito: ¨A Morte está Proibida de Entrar em Asklepeion em respeito aos Deuses¨.
 
 
 
Caminho Sagrado ou Via Tecta
Vista a partir do Portão de Entrada do Centro de Cura  Asklepeieion. Podendo se ver também a acrópole de Pérgamo onde a via começava.
 
Muros do Hall de Entrada
 
Colunas Coríntias ainda com a Arquitrave.
 
Pátio Interno Com as Colunas das Galerias Leste
Estas colunas desta galeria diferenciavam- se das outras por apresentarem colunas Jônicas e ficam próximas a entrada dos subterrâneos que levam ao Templo de Asklépios.
 
 
Pátio Interno com as Colunas da Galeria Norte
Pode-se ver também depois das colunas o Teatro para 3 500 pessoas.O laser proporcionado pelo teatro era elemento importante no processo de cura do Asklepion.As colunas abrigavam também uma Stoa, local onde discutiam-se grandes temas filosóficos e políticos.
 
 
Corredores Subterrâneos
Estes corredores subterrâneos levavam ao Templo de Asklépios, e ao lado dele corria um fonte que provavelmente poderia ter algum papel no processo de cura.
 
 
Entrada dos Subterrâneos que levam ao Templo de Asklepion.
 
Entrada dos Subterrâneos que levam ao Templo de Asklépion.
 Com água correndo pelo lado direito da Escada.Esta água para todos os efeitos teria algum efeito terapêutico nas curas.
 
Interior dos Subterrâneos
Os subterrâneos tem inúmeras clarabóias que iluminam sei interior com a luz natural.
 
Clarabóias do Subterrâneo Vistas na Superfície do Solo.
 
Chegando ao Templo de Asklepion no final do Subterrâneo.
 
                          
Templo de Asklepion
Templo circular inspirado no Panteon romano,construído em 150 a.C., ainda está preservado 24 m do domo original, onde podemos observar a presença do ¨Oculus¨, o orifício no centro do domo com a finalidade de permitir a entrada da luz e do ar.
 
                          
Templo de Asklepion
Com parte do domo ainda preservado.
 
                            
Templo de Asklepion
O restante do prédio circular ficaram preservadas apenas as paredes, que formam sete nichos em semicírculos.
 
                           
Templo de Asklepion
Com os pilares de sustentação do domo e a parede circular no fundo.
 
Templo de Asklepion
Paredes circulares do templo, em meio aos pilares.
 
 
Templo de Asklepion
Pilares e paredes circulares ao fundo com um boa porção do domo ainda assentada.
 
Templo de Asklepion
Pilares e paredes circulares ainda sustentando uma boa porção do domo.
 original.
Subterrâneos saindo do Templo de Asklépion
Saímos do Templo de Asklépion pelos mesmos subterrâneos que entramos.
 
 
 
Subterrâneos na saída do Templo de Asklépion
 
Escada de Acesso ao Subterrâneo
Com um fonte correndo no lado da escada e que tem o aspecto de ser muito antiga.