segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Biblioteca Celsius ou de Ephesus

 
Conhecendo a Biblioteca de Celsius
Biblioteca de Celsius, ou de Ephesus.
Biblioteca de Celsius, erguida pelo cônsul Gaius Julius Aquila entre 110 a 135 d.C. em memória de seu pai,Celsus Polemaenous, que ainda est´pa enterrado entre a parede oeste do edifício.
 
 
 
 

Fachada da Biblioteca de Celsius
É realmente inspiradora a sensação de quem olha pela primeira vez esta fachada restaurada do edifício de dois andares numa versão puramente clássica com suas colunas em pares, seus nichos para estátuas, janelas e portas com frontões, leves, estéticos elegantes! Nada que arquitetos muito competentes não consigam. O que nos emociona é saber que toda esta competência se perdeu, na escuridão do fundamentalismo religioso a que ficou submetida a Europa por quase mil anos, a ponto de , durante o renascimento no Século XV, os arquitetos europeus tiveram que se valer das lições nos pergaminhos escritos por  Vitrúvio, no Séc.I a.C. Faço uma sugestão à aqueles que forem se deparar com esta visão: Tomem ar primeiro, pois a tendência é agente ficar boquiaberto e esquecer de respirar! 
Fachada da Biblioteca com Nichos
Cada nicho na fachada da Biblioteca representa uma virtude. A Cultura Clássica, embora com um comportamento sexual surpeendente para nós formados na moral judaico-cristã, desenvolviam valores, valorizavam as Virtudes, isto é  a disposição constante da sociedade em praticar o bem e evitar o mal. Hoje em dia verificamos que grandes parcelas da nossa sociedade moderna aspira também por valores e estão dispostos a praticá-los, como podemos concluir pela  maciça adesão das pessoas aos cultos evangélicos, o que é muito diferente da ideologia depravada que domina os meios de comunicação e divulgação.  
Nicho com a Virtude da Sabedoria(Sophia em Grego)
Estátua com a Virtude da Sabedoria, que exalta as qualidades de quem é sensato, equilibrado e fala com razão e moral.Portanto nada mais próprio para a fachada de uma biblioteca, pois sabedoria, além de exaltar as qualidades de um sábio, supõe acúmulo de muitos conhecimentos,grande instrução,ciência, erudição e saber. Como podemos ver, é bem o oposto e contrário ao que propõe o fundamentalismo religioso.
Nicho com a Virtude da Excelência( Areté em Grego)
A exaltação da Virtude da Excelência, o grau máximo da qualidade ou perfeição, nos traz um sentimento de respeito e admiração.Para chegar a Excelência qualquer pessoa tem que dar o máximo de si para chegar ao melhor  de suas qualificações e que pressupõe o reconhecimento do mérito. O compromisso do mérito sem dúvida leva as sociedades mais harmoniosas e principalmente mais justas.
                                                  
Nicho com a Virtude da Justiça (Ennoia em Grego)
A justiça talvez seja um dos sentimentos humanos mais nobres. Juntamente com a Compaixão compõem o que Artur Schopenhauer(1788 a 1860) chamou de sentimentos inexplicáveis, dentro de sua abordagem pessimista em sua obra ¨O Mundo Como Vontade e Representação¨( 1818) e para quem o homem só era possível dentro de uma visão egoísta. Mas apesar da genialidade de sua obra, ele mesmo referia-se a estes sentimentos humanos como inexplicáveis. Mas nós humanos sabemos que existem, mesmo inexplicáveis mas existem e estão aguardando para serem não só exaltados como praticados.Portanto logo nos vem um sentimento de respeito pelo apurado grau de civilização alcançado pela civilização clássica greco-romana.
Nicho com a Virtude da Honorabilidade ( Timé em Grego)
A Virtude da Honorabilidade nos leva a presença da probidade, que é uma qualidade fundamental em uma pessoa honrada.Probidade é o grau necessário,  mínimo para lidar com a coisa pública, marca necessária e mínima para se ter a credibilidade para qualquer relação seja com o cônjuge, com os amigos e camaradas.Estamos todos e mutuamente aspirando pela honorabilidade num ambiente político e social saturado pelo princípio da razão cínica.
 
Nicho da Fachada da Biblioteca com a representação das Virtudes Clássicas
As Virtudes exaltadas em frente a Biblioteca de Celsius são a Sabedoria, Excelência,Justiça e Honorabilidade. Hoje conhecemos as virtudes e temos uma visão um pouco mais estendida sobre elas;As Virtudes Teologais por exemplo são a Fé, a Esperança e a Caridade e as Virtudes Cardinais são a Prudência, a Temperança, a Justiça e a Força. Portanto podemos dizer que hoje exaltamos, sem praticar, ao que sabemos, virtudes que são, complementares as virtudes exaltadas pelas correntes clássicas do pensamento antigo.
Interior da Biblioteca de Celsius
No interior da livraria estavam estocados 12 mil pergaminhos, que com certeza representavam a vanguarda dos avanços literários, poéticos, profissionais e científicos da civilização clássica antiga. Todo este tesouro foi perdido primeiramente no ataque dos Godos em 262 d. C. e que incendiaram tudo! Posteriormente o prédio foi destruído em 270 d.C durante um terremoto e nunca mais foi reconstruído. A restauração do prédio nas condições que  a conhecemos hoje, foi realizada nos anos de 1970- a 1979, com o apoio financeiro de Anton Kallinger-Prskawetz.
 
Interior da Biblioteca Celsius
Inscrição na parede interior da Biblioteca em língua alemã, informando dos anos de restauração e o patrocínio.
Fachada da Biblioteca Celsius com a Cabeça da Medusa
A Medusa é o símbolo da Beleza Feminina Intensa, símbolo este inteligentemente adotado pela marca comercial ¨Versace¨.Esta beleza feminina intensa transformava os homens em pedra ´por maldição divina e o herói Perseu cortou-lhe a cabeça e a ofereceu a deusa Atena. As águas vivas são algumas vezes chamadas de Medusas, uma vez que lhes foi privado o sentido da visão da mesma forma do que a Górgona Medusa ao ter sido decapitada. As Górgonas eram imortais e não podiam morrer, daí muitas vezes a arte explora o drama da Medusa mitológica porque, mesmo sem a cabeça, imortal que era, vivia apenas pelo sentido do tato, como as águas vivas.