segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Dardanelos

        Çanekale, um sonho a margem do Dardanelos
 
 
 
Vista do Dardanelos
Estamos no Hotel Iris, bem na margem sul do estreito de Dardanelos. Agora podemos apreciar sem afobação este cenário encantador,fruto talvez da prestidigitação de um deus redivivo da Grécia Clássica! Talvez tenha sido a própria Íris, a mensageira alada dos deuses gregos, que com seu manto com as sete cores do arco-íris, tenha criado este estado fantasioso da realidade que um mortal mal consegue conceber...
 
Navios navegando pelo Dardanelos
Sempre presentes, sempre silenciosos, quase sombras a transitarem pela nossa imaginação afligida pela contemplação da grandiosidade, do transcendente, do universal, realizado por pessoas como nós, diante de seus desafios, e que souberam responder  perante a história.
Praia na margem sul do Estreito
Saímos do hotel Íris e fomos caminhando até a praia, onde presenciamos esta fabulosa cena de um barco de pesca arrastando suas redes, ao por do sol, seguido por um bando de gaivotas!
 
 
 
                          
Barco de Pesca seguido por gaivotas
Atrás do barco de pesca, que arrasta suas redes próximo a praia ,vemos um bando de gaivotas aguardando que o barco recolha a rede para ¨salvar¨ alguma coisa!
O Barco de Pesca Arrasta sua Rede
Próximo da praia, silenciosamente, não foram os inúmeros pios das gaivotas que o seguem, o barco de pesca procede tranqüilamente em sua faina.
 
 
 
 
O Ocaso e Suas Sete Côres
O estreito enche-se de cores com o por do sol, assim como o manto da mensageira dos deuses gregos, Íris, e seu manto colorido com as sete cores do Arco-Íris.
 
Trapiche na Praia, atrás do Hotel
 
 
                                        
Pôr do Sol na Praia do Dardanelos e o trapiche do hotel Íris.
 
Pôr do Sol na praia de Dardanelos e o trapiche do hotel Íris.
 
Castelo de Kilitbahir
Do outro lado do estreito pode-se ver o Castelo de Kilitbahir, tendo ao lado a bandeira turca hasteada.
 
Castelo de Kilitbahir
A noite já vai caindo e o pavilhão turco permanece hasteado ao lado do Castelo.
 
 
Pôr do Sol  visto do Trapiche do Hotel
O sol se põem sobre a abertura do estreito na direção do Mar Jônico.
 
O Pôr do Sol, na direção da abertura do estreito, o navio e as gaivotas
 
O Sol se põe e o navio entra no estreito.
 
A noite vai caindo no trapiche do Hotel Íris.
 
Mosaico com a Cena do Julgamento de Páris, na fachada do Hotel Íris.
Páris, filho de Príamo e Hécuba, rei e rainha de Tróia, raptor de Helena, esposa de Menelau, rei de Esparta e irmão de Agamenon, rei de Micenas. Na cena  vemos, o príncipe de Tróia, Páris que é instado a dar o Pomo de Ouro a mais bela das três deusas, sendo elas Hera, ao seu lado, Afrodite, no meio e Atena, sentada com a lança ao seu lado.Páris deu o Pomo de Ouro a Afrodite, que anteriormente lhe prometera o amor de Helena!Como sabemos, Afrodite é a deusa do amor destrutivo, irracional avassalador! Com a paixão de Helena por Páris e o sua abdução para Tróia, proporcionou-se aos Gregos um pretexto para fazer a guerra contra Tróia.