domingo, 27 de janeiro de 2013

Rua Curetes em Ephesus

Caminhada pela Rua Curetes
 
                                       
Rua Curetes
Saindo da Ágora, em direção a Biblioteca de Ephesus, a rua conhecida como Curetes( na antiguidade era chamada de Embolos), corre através do vale entre as duas montanhas, como parte  do antigo Caminho da Procissão.A rua Curetes porém tem apenas 210m de comprimento e o Caminho da Procissão se extendia por um  percurso muito maior e visava louvar a deusa Artemísia ou Ephesia, a deusa padroeira de Ephesus.Portanto a rua Curetes é apenas pequena parte deste caminho tão glorioso, mas apresenta inúmeras e curiosas atrações.
 
 
Monumento Memmius
Uma das primeiras atrações da rua Curetes é o Monumento Memmius, construído entre os anos 50 e 30 a.C. . É um monumento em honra a Gaius Memmius, o neto do ditador romano Sulla( 138 a 78 a.C.). Relevos entre as colunas do primeiro andar demonstram as virtudes da pessoa honrada.
 
 

Templo de Domitian
Andar de baixo do Templo bem preservado
 
Portão de Hércules
Onde uma estela com a imagem de Hércules da nome ao local.
Imagem de Hércules na Stela que dá nome ao local
Hydreion
A instalação da Fonte Hydreion ocupa um,a pequena área da região da interseção da rua Curetes e a rua das Casas com Terraço.
Hydreion
Vista da parte de baixo das colunas bem preservadas.Apresenta uma bacia longa e retangular colocada acima da base e era flanqueada por estátuas em um nicho semi-circular. As inscrições da fonte cita T.Flavius Meander, como construtor e sua data é de 200 d.C.Contudo tudo indica que sua datação é bem anterior ao período Imperial, pois provavelmente na antiguidade tardia as   estátuas dos Tetrarcas foram erguidas em frente ao Hydreion.



 
                



                                  



 



 
 Intersecção na rua Curetes com rua que leva as casas com terraço 
 
 
 
Vista da deusa alada da vitória Nike
Inspiradora da conhecida marca do tênis Nike, cujo criador baseou-se especificamente nesta escultura, aproveitando o sua projeção para criar o logotipo da marca.
Continuação da rua Curetes
Pode-se ver no fundo a Biblioteca de Celsius no fundo, também conhecida como Biblioteca de Ephesus.
Coluna na rua Curetes com figura
Fonte Ninpheus Traiani, ou a Fonte de Trajano
 
Fonte Ninpheus Traiani
Nesta parte central havia uma grande estátua de mármore do deus Dionísio, que foi removida e levada para o Museu de Ephesus em Selçuk.
Templo de Hadrian
Templo construído por um rico cidadão de Ephesus em honra ao Imperador Adriano( 76 a 138 d.C.), a d, e também a deusa Artemis, patrona da cidade e a um general da cidade.
 
Imagem da Medusa na porta de entrada do templo de Hadrian
Imagem de Tyche no arco principal da entrada do templo de Hadrian
Tyche era filha de Zeus e Afrodite e era uma deusa tutelar, protegia a fortuna e a prosperidade da cidade.
 Arco triunfal de Entrada do Templo de Hadrian
Pode-se ver a imagem de Tyche a deusa protetora da riqueza e da prosperidade da cidade, bem como os relevos nos frisos mostrando cenas da fundação de Ephesus.

Frisos do Templo de Hadrian
Os frisos do Templo de Hadrian, são conhecidos como ¨Frontões Sírios¨ e descrevem o mito da fundação da cidade de Ephesus, que foi feita pelo general de Alexandre Magno Lysimakhos em torno do ano de 300 a.C.. A cidade conheceu seu apogeu durante o período Helenístico e Romano e sua população era em torno de 200 000 pessoas sendo a capital e o maior porto romano da Província da Ásia.
 
Frontão Sírio do Templo de Hadrian
Arabescos nos frisos e folhas de acanto nos capiteis da colunas em exuberante estilo que chama a atenção do visitante.
 
Frontões Sírios
Imagem da Medusa na entrada do Templo de Hadrian
 
Frontões Sírios
Com imagens processionais e cenas da mitologia da criação de Ephesus.
 
 
 
 
 
 
 
A Chamada Stoa Alytarch
Com uma entrada com 4,7 m a 5,5m de amplitude datada do período antigo, cerca do Séc. IV e V d.C., de acordo com as inscrições tem ao lado duas casas com terraços ao longo da rua Curetes. A entrada construída coberta de monumentos imperiais honoríficos ultrapassava uma diferença de nível de 2,5m que se alcança via escadarias . Existe um mosaico policromático no piso com motivos geométricos e florais bem como desenhos figurativos .

                                   
Bordel ou Casa do Prazer
Já na rua de Mármore e bem no fim da rua Curetes, ficava este refinado bordel em frente a Livraria de Celsius, ou de Ephesus e próxima a Ágora inferior, isto é, em local valorizado,  movimentado e amplamente freqüentado pelas elites financeiras e sociais da cidade!O pensamento clássico, grego-romano encarava  o bordel  com uma naturalidade da qual que nós povos formados na ética judaico-cristã nunca poderemos imaginar.Nossos bordéis são apenas tolerados em locais afastados e marginalizados de nossas cidades.