quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Konya

Museu Mevlânia
Com a sua característica torre verde estriada , vem a ser a primeira sede da seita dos derviches Mavlevi. Calaleddin Rumi, que mais tarde veio a ser conhecido como Mevlâna, nasceu em Balkh na Ásia Central em 1207. Aos 20 anos, após ter uma visão de aviso, convenceu seu pai a deixar Balkh e viajar para a Ásia Oriental, o que providencialmente evitou que sua família fosse massacrada por saqueadores mongóis. Eles se estabeleceram em Konya, onde posteriormente Calaleddin Rumi emergiu como líder  da seita mística e heterodoxa Sufi. 
 
 
A Torre Verde Fica Bem Acima do Túmulo de Calaleddin Rumi
Calaleddin Rumi, além de liderar a seita Sufi traduziu a obra prima de uma poesia devocional persa, a Mathnavi. Este foi um massivo trabalho abrangendo diversos volumes e que tratava da separação de Deus, em razão de nossa existência na Terra e o desejo ou a ânsia em realizar esta reunião, mesmo antes da morte do corpo.
 
A Tekke e a Semahane
A Tekke é o local de ensino espirituais e de meditação . A Sema é a dança cerimonial dos derviches e a Semahane é  o prédio   redondo onde se pratica esta dança .Quando Calaleddin Rumi morreu em 17 de dezembro de 1273, seu nome era largamente conhecido como Mevlâna. Mevlâna instruía seus discípulos a perseguir a verdade e a beleza, e evitar a ostentação e praticar a infinita tolerância, o amor e a caridade.
 
Estelas de Túmulos
O Presidente Atatürk, o Pai da Pátria Turca, de nome Mustafá Kemal Paxá(1880 a 1938), que realizou a modernização do Estado Turco depois da Primeira Guerra Mundial, baniu  a ordem Sufi em 1925 em razão da influência política dos derviches que se propagou durante os vários séculos desde a morte de Mavlevi.
 
Túmulos de Notáveis da Ordem Sufi
Entre outras pessoas enterradas no pátio junto ao  Mavlâna Müzesi estão os pais de Mavlâna e outros notáveis da ordem.
 
Vestíbulo do Mausoleum
O Mausoleum é um lugar de peregrinação e para ingressar nele é necessário vestir sacos plásticos nos sapatos . As mulheres precisam cobrir a cabeça e recebem saias que cobrem as pernas no caso de estarem com roupa insuficiente. Estas saias, são distribuídas gratuitamente na entrada e serão devolvidas depois, na saída.Trata-se de um lugar de oração e recolhimento e portanto achei até inadequada a presença de turistas curiosos em meio daquela devoção religiosa, embora os fiéis manifestem grande tolerância e consideração ao ¨gavur¨, isto é o infiel. Devo dizer assim que, apezar desta tolerância sentí-me inadequado,  como se nós não devêssemos estar ali. Além deste cômodo mostrado na foto não  mais são permitidas fotografias dentro do Mausoleum.
 
 
 
Portão de entrada do Mevlana Müzesi( Mevlana Museum)