sábado, 23 de março de 2013

Mesquita Eyüp Cami em Istanbul

Visita a Mesquita Eyüp Cami
A Mesquita é um dos Locais Mais Sagrados do Islam
Este é um dos locais mais sagrados do Islam, pois nesta mesquita é que está o túmulo de Eyüp Ensari(m.674-678), o Defensor do Estandarte do Profeta Mahome((570 a 632), que foi morto no primeiro cerco árabe de Constantinopla. Os muçulmanos vem a este local em peregrinação vindos de todas as partes do mundo. Na ordem, os destinos mais mais sagrados do Islam, são Meca, Medina, Jerusalém e depois esta mesquita Eyüp Cami.
Cemitério Muçulmano
Ao nos dirigirmos a entrada da mesquita, passamos por este cemitério muçulmano.
Cordeiros Destinados a Sacrifícios
Na entrada da mesquita encontramos este rebanho de carneiros brancos ao que nos pareceu, destinados a sacrifícios rituais.
Arcos e Cúpulas em Frente a Entrada da Mesquita
Originalmente, MehmetII( No trono dos Otomanos entre 1421 e 1481) , e que conquistou Constantinopla em 1453, foi quem mandou construir esta mesquita em honra a Eyüp Ensari, contudo ela foi destruída num terremoto ocorrido no Séc. XVIII. Logo a seguir,  foi reconstruída e ficou pronta em 1800. Por isso que quando observamos o prédio verificamos a presença de elementos barrocos, com muita luz, ouro, mármores e pedras brancas.
Portão de Entrada da Mesquita
São distribuídas sacolas plásticas para cobrir os sapatos, pois vamos pisar em solo sagrado, assim como véus para as mulheres, conforme os preceitos islâmicos. A observância dos princípios muçulmanos é  uma coisa levada muito a sério, mas é aceito com ampla tolerância as falhas daqueles que não são muçulmanos, mas para isso existem orientadores que conduzem o visitante dentro do que é mais apropriado fazer .
Interior da Mesquita
Penetramos pelo portão de entrada e chagamos a um vestíbulo em penumbra para facilitar o recolhimento dos peregrinos. Gosto de dizer que nestas visitas sentimo-nos quase como intrusos, pois as pessoas ao redor não são turistas, são peregrinos, mas por outro lado, em razão da tolerância demonstrada por estes me sinto mais como  uma testemunha respeitosa, cujo testemunho  muito interessa a eles. 
 
 
Interior da Mesquita
A ampla abóbada cria uma sensação de  respeitosa surpresa diante do improvável, uma vez que testemunhamos um amplo espaço coberto por uma abóbada monumental pairando sobre as nossas cabeças. Pode-se ver que a decoração é toda na forma de um rendilhado oriental, com um candelabro suspenso no meio. 
Interior da Mesquita
Podemos ver altas paredes com inúmeras janelas que permitem ampla entrada de luz em vitrais sofisticados, mostrando o prevalescente estilo Barroco, predominante no Séc XVIII, quando a mesquita foi construída.
 
Interior da Mesquita
Amplos arcos e abóbadas suspensos. O prédio é uma planta octogonal e os candelabros pendem dos lados pares e mais um que pende do teto e faz a iluminação central.
 
Interior da Mesquita
 
Vista do Salão do Muezim em frente e o Salão do Sultão.O Muezim é o encarregado de anunciar as cinco horas do dia às quais são realizadas as orações pelos muçulmanos. Esta mesquita era também um local onde o Sultão tomava posse cingindo a espada de Osman( 1259 a 1326), o fundador da dinastia otomana.
 
Abóbada da Mesquita, rendilhada com motivos orientais.
Interior da Mesquita
O Mihrab é um pórtico que indica a direção de Meca que é também a direção em que as orações devem ser dirigidas.
 
 
Salão dos Sultões
Onde o Sultão podia realizar suas orações longe de olhares curiosos.
Minarete da Mesquita
A mesquita tem quatro minaretes, todos ornamentados como este em franco estilo barroco.