quinta-feira, 18 de abril de 2013

Palácio Beylerbeyi, em Istambul

                                     
Ponte Atatürk Sobre o Bósforo
Chegando as bilheterias do Palácio Beylerbeyi logo nos chama a atenção as imensas sapatas de apoio da Ponte Atatürk, construída quase que por cima do Palácio.
 
 
Túnel Que Conduz Aos Pátios do Palácio
Depois da bilheteria penetramos neste túnel feito com arcadas de tijolos suspensas em arcos, também de tijolos, com uma iluminação difusa.


                                     
Plataforma da Ponte Atatürk, vista dos pátios do Palácio.
 
 Plataforma da Ponte Atatürk vista na direção da margem européia do Bósforo.
 
                                     
Sapatas da Ponte Atatürk da margem européia do Bósforo
 
Fachada do Palácio Beylerbeyi
O palácio em estilo neo-barroco foi construído por Abdül Aziz, entre 1861 a 1865, tendo como arquiteto Sarkis Balyan, membro de uma afamada família de arquitetos que introduziram em Istambul uma arquitetura ocidentalizada, para o desgosto de muitos, que consideram que os conceitos barrocos ocidentais de arquitetura são voltados para a ostentação, enquanto os conceitos orientais otomanos são voltados para criar a sensação do bem-viver e a paz.
 
 
Ponte Atatürk e o Quiosque de Banho à beira do Bósforo.
 
 
 Fachada do Palácio Beylerbeyi
O Palácio Beylerbeyi foi a residência de verão dos derradeiros sultões e local de entretenimento para hóspedes estrangeiros, como a Imperatriz Eugênia, mulher de Napoleão III;o Imperador Austríaco Franz Joseph; o Xá do Irã e o rei britânico Edward VIII. É famoso o fato da Imperatriz Eugênia ter sido esbofeteada pela Valide, mãe do Sultão, por ter ousado subir a escadaria apoiada no braço do sultão, Abdül Aziz, seu filho. Afinal, um Sultão era intocável! 
 
 
Leões de Mármore Acima da Escadaria Monumental, na Porta Sul do Palácio
O Palácio tem seis salões e 24 cômodos, e Beylerbeyi era um palácio confortável, porém para ser usado apenas no verão, não tinha aquecimento. Esta foi a principal queixa do Sultão Abdül Hamit II, que ficou em prisão domiciliar neste palácio entre 1913 e 1918, ano de sua morte, depois de ter sido deposto pelos Jovens Turcos.
 
Quiosque de Banho à Beira do Bósforo lembrando as Tendas Tradicionais Otomanas.
 
 
Portão Imperial
Para Recepção Solene  das Autoridades que Chegavam Pelo Atracadouro do Palácio.
 
Leão Esculpido Em Mármore Na entrada do Palácio
Infelizmente não são permitidas fotografias dentro da Palácio de forma que não poderemos documentar os grande destaques desta obra prima, o Salão de Festas com sua imensa Fonte Central em mármore branco, o uso de Revestimento de Palha Egípcia nos pisos, os Tapetes e revestimentos que vieram das tecelagens Hereke, fábrica esta fundada em 1843 e que atendia aos últimos sultões otomanos, fornecendo finos têxteis e tapetes pára palácios como Dolmabahçe e Beylerbeyi.Isso pode povoar nossa imaginação ou documentar com posterior viagem e visita a este palácio especialmente.
 
Leão esculpido em Mármore Na entrada do Palácio
 
 
 
 Ponte Atatürk Sobre o Bósforo, vista dos pátios do Palácio Beylerbeyi
 
 
Leões Esculpidos Em Mármore, Na entrada Norte do Palácio.
Observe-se o leão da direita com a pata sobre a orbe, o que exprime e legitima o direito de império.Atrás dos Leões está a bandeira  turca, que nesta época de festejos nacionais é muito presente em todos os prédios e logradouros públicios. A cor vermelha, ostenta no centro um crescdente de lua, seguido de uma estrela de cinco pontas, ambos de cor branca. Exibí-la por toda a parte é uma forma de o povo se manifestar em defesa de um estado laico face, ao progressivo temor pela volta de um governo islâmico.
 
Cervos em Bronze nos Pátios do Palácio
Um animal muito comum que se encontra pelos bosques e florestas da Turquia e preferido pelos príncipes e nobres de então para a caça, o seu esporte favorito.