quinta-feira, 2 de maio de 2013

Mesquita Suleymaniye Camii, em Istambul

 
Visitando a Mesquita Suleymaniye Camii
Chegando na Mesquita
Saímos da mesquita Rüsten Pasha e seguimos a direção da Mesquita Suleymaniye Camii, seguindo a sinalização e a orientação das pessoas.
Biblioteca Süleymaniye
Próxima ao Complexo Süleymaniye, fica a Biblioteca Süleymaniye da Universidade abrigada na ¨Madrassa¨Evvel e Sani, prédio este que estamos vendo em frente com uma torre.A finalidade desta construção era a de reunir coleções de livros e manuscritos espalhados pela cidade.
 
 
Complexo Süleymaniye
Construído pelo renomado arquiteto Mimar Sinan(1489 a 1588), arquiteto da corte de três sultões, Süleyman O Magnífico, Selim II e Murat III, o Complexo Süleymaniye, é sem dúvida o sua grande realização. O Complexo foi terminado sete anos antes da mesquita e seus prédios em torno alcançaram uma perfeição da forma e da monumentalidade de sua aparência que são um modelo aparte da arquitetura otomana.
 
Portão de entrada Para o Complexo Süleymaniye
Existem vários outros prédios com suas inúmeras funções como por exemplo o Shifahane Sokak, que é uma cozinha pública destinada a fornecer sopa aos pobres, a ¨imaret¨. Existe ainda o Süleymaniye hamam, construído em 1557 e destinado atualmente a dar massagens e banhos terapêuticos. Segundo dizem, Mimar Sinam desde 1557 tomou todos os banhos de sua vida aqui neste hamam até 1588, quando morreu.
 
 Cemitério do Complexo Süleymaniye
O cemitério faz parte da rotina da vida dos muçulmanos. É comum que, no fim de semana, a família reunida visite os entes queridos que já se foram e aproveite para fazer um piquenique no mesmo local. Os cemitérios são como jardins, ou bosques, são ilhas de paz e tranqüilidade. As pedras tumulares antigas tem uma decoração simbólica, indicando o sexo da pessoa, sua profissão e posição social e até mesmo o número de filhos que teve. A pedra que marca a sepultura de um homem é cilíndrica e sempre adornada no topo: Turbantes maiores indicam homens importantes e, túmulos de monges sufistas eram decorados com chapéu característico da ordem. Já as lápides femininas são placas verticais encimadas por rosáceas, sendo que as flores menores simbolizam os filhos.
Mesquita Süleymanie Camii
Chegando ao complexo Süleymanyie somos atraídos imediatamente para a mesquita do mesmo nome, que está em meio a um pátio amplo gramado e arborizado, mostrando estes alpendres laterais.
 
                                     
Fontes de Ablução da Mesquita
Os fiéis que se preparam para as orações no interior da mesquita o fazem após o ritual de ablução. Já tivemos a oportunidade de dizer que a ablução não é um ritual em desuso, ao contrário. Homens de todas as idades e situação social, sentam-se diante das fontes, tiram sapatos e arregaçam as mangas e as calças para lavar as mãos, os pés, o rosto, olhos, nariz,boca, orelhas, pescoço e a parte de trás da cabeça, em uma verdadeira purificação física e espiritual, de preparo à oração.
 
Entrada da Mesquita
Ao lado do pórtico de entrada da mesquita podemos ver este nicho que é um mihrab, ou seja o pórtico que dá a direção da cidade sagrada de Meca, posição esta em que os fiéis devem ficar para dirigirem suas orações.
 
 Pórtico da entrada da Mesquita
Com os visitantes descalçando os sapatos para entrarem em seu interior.O interior da mesquita é território sagrado onde só se pode caminhar descalço. É como o ritual da ablução uma ato voluntário de humildade do fiel que exercita assim esta virtude diante da Divindade a quem vai dirigir suas preces . 
 
Pórtico de Entrada da Mesquita
As colunas do pórtico são de porfírio, mármore de Marmara e granito egípcio rosa. A porta de entrada da mesquita está coberta por um pano verde com um painel caligráfico, reproduzindo a entrada das tendas otomanas.
 
Interior da Mesquita
A decoração da mesquita leva a serenidade, e as pinturas são feitas com florais e geométricas, onde o vermelho tem presença marcante. Estas tradições ancestrais permeiam a cultura otomana, como por exemplo suas sagazes histórias, entre estas as delicadas histórias de amor, como a do Sultão Suleyman, o Magnífico, o patrônomo desta mesquita que estamos visitando.
¨Minha Rainha, que só a mim pertences, meu Tudo
Minha Lua luminosa, meu Amor,
Minha mais próxima Companheira, meu Universo
Soberana entre as beldades, minha Sultana...¨
Qualquer homem apaixonado, mesmo o mais desprestigiado e insignificante mortal apaixonado, subscreveria com alegria palavras tão expressivas! Mas quem escreveu estes apaixonados versos foi um dos homens mais poderosos da história moderna, o Sultão Suleyman, o Magnífico, dono de um harém que contava com centenas de concubinas e dono do destino de seus súditos com o poder de vida ou morte! Pois bem estes versos foram dirigidos por ele a sua amada Roxelana,a sua favorita!
 
 
Cúpula Apoiada Sobre Quatro Pilastras
Esta solução arquitetônica permite a leveza das paredes externas, assim como permite um maior número de aberturas para o exterior, iluminando a parte interna.
Roxelana,a favorita de Suleyman, o Magnífico, de acordo com o livro¨The Sultan's Harem¨de Colin Falconer, era uma concubina de seu harém.Ele porém, comovido com sua pureza e dignidade, assinou seu decreto de liberdade. Depois disso porém, ela recusou-se de manter relações sexuais com o Sultão e declarou:¨ Na condição de mulher livre, sou agora responsável por meus atos, e ter relações fora do matrimônio é um pecado que não posso cometer!¨Apaixonado,o Sultão desposou-a e fez dela uma das pessoas mais influentes da corte otomana.
                        
Tapetes decorado em vermelho no piso da mesquita
 
Cúpulas e Semi-Cúpulas
Causando um efeito de Cascata na Cúpula da mesquita
 
                                     
 Amplo Interior Entre As Pilastras da Mesquita
Ambiente Feminino em Separado
O público feminino faz suas orações em separado do público masculino 
 
Entre os Arcos das Pilastras Existem Painéis Caligráficos 
 Portal de entrada Visto do Interior
Cúpulas e Semi-Cúpulas Com Graciosos Desenhos
 
 Amplos conjuntos de Arcos, Cúpulas e Paredes Vazadas
Causam impacto ao visitante que se surpreende ao ver a leveza da construção, por estar apoiada apenas em quatro pilastras principais, geralmente chamadas de ¨Pata de Elefante¨
 
Painéis Caligráficos Entre  os Arcos da Cúpula
Os painéis caligráficos trazem mensagens , que juntamente com a beleza da forma  caligráfica, tem a finalidade de elevar e tranqüilizar o espírito.
 
Paredes Leves e Com Muitas Janelas
 Paredes Leves e Com Muitas Aberturas em razão da Solução Arquitetônica em Usar Quatro Pilastras para Sustentar a Cúpula.
 
Painéis Caligráficos Com um Dos 99 Nomes de Alá.
 
                                     
Recinto do Sultão
Neste local o Sultão poderia fazer suas orações afastado das multidões curiosas.

Cúpula Esmagadoramente Extraordinária
Paira sobre o visitante fascinado, diante de um categórico feito arquitetônico da Humanidade.
 
 
 Pátio Gramado e Arborizado em torno da Mesquita
Portal de Entrada Para A Mesquita 

Cafés da Rua Comercial do Complexo Süleymaniye

 Hospital Asilo do Complexo
Imaret, ou Restaurante Gratuito,e Han, ou caravançará ou a hospedagem gratuita.
 
 Rua Comercial
Como vimos , a mesquita faz parte de um complexo de edificações que chamamos de Külliye, que reúne cinco ¨Madrassas¨,onde funcionam escolas superiores de teologia e medicina, um hospital-asilo, um ¨imaret¨, restaurante gratuito, um Han ou caravançará, isto é uma hospedagem gratuita,um Haman, onde as pessoas recebem massagens e banhos e esta rua comercial, que estamos vendo. 
                                    
Fachada da Mesquita
A mesquita tem quatro minaretes e dez balcões, para lembrar que o Sultão Süleyman, o Magnífico, era o Quarto Sultão de Istambul e o Décimo da Dinastia Otomana.